Já pensou o que Songdo, na Coréia do Sul, e Copenhagen, na Dinamarca, têm em comum?

A resposta para essa pergunta é simples: as duas são consideradas cidades inteligentes ou smart cities, mas vamos conhecer melhor porque são cidades são inovadores e chamam atenção. A cidade coreana é desenvolvida para gerir sensores de tráfego, reprogramar semáforos e acompanhar o sistema pneumático de gestão de resíduos. Já a europeia é capaz de oferecer as condições necessárias para que metade de sua população use bicicletas para ir ao trabalho, contribuindo para uma redução de 2 milhões de toneladas de CO2 ao ano.
Essa é justamente a proposta das cidades inteligentes: unir infraestrutura e tecnologias adequadas para sustentar e auxiliar Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!