Engenheiro está construindo casas no Saara com garrafas plásticas

A vida no deserto é quase impossível, no verão, as temperaturas ultrapassam os 50°, os ventos fortes levantam a areia que entra pelos olhos, nariz, boca e destroem tudo em seu caminho. Apesar disso, no meio do Saara, 173 mil pessoas residem em acampamentos, em lojas ou edifícios que raramente resistem à inclinação de um lugar onde a água potável é escassa e a comida é escassa.
Entre os habitantes do deserto há um que eles chamam de louco. E isso acaba de estrelar um documentário feito pelo Comitê Espanhol de Ajuda aos Refugiados (Acnur). Tateh Lehbib tem 29 anos e Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!