Cristais líquidos podem ter tido um papel importante na origem da vida

De acordo com a agência Europa Press, a equipe de pesquisadores descobriu que as moléculas de ARN curtas podem formar cristais líquidos que estimulam o crescimento de correntes mais longas.
Os cientistas têm especulado que a vida na Terra se originou em um “mundo de ARN”, onde este ácido ribonucleico cumpria a dupla função de transportar informação genética e conduzir o metabolismo antes do surgimento do ADN ou das proteínas.
De fato, os cientistas descobriram cadeias catalíticas de ARN, ou “ribozimas”, nos genomas modernos. As ribozimas conhecidas têm um comprimento de aproximadamente 16-150 nucleotídeos, então, surge a questão: como é que essas Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!