Com impressora 3D uma professora de engenharia está transformando papel usado em equipamentos escolares

Pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP projetaram um dispositivo que utiliza papel descartado como matéria prima para impressões 3D.
O desenho do equipamento, que já possui patente, é uma iniciativa da professora Zilda de Castro Silveira e de seus orientandos nos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Materiais e Manufatura. Para ser fabricado, porém, necessita de mais alunos engajados na continuação do trabalho.
As impressoras 3D são conhecidas por, diferentemente das impressoras comuns, fabricarem um objeto físico tridimensional.
Geralmente, o material que será impresso é feito a partir de um modelo digital informado em algum software acoplado. Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!